Neuza Souza Araújo Gabriel 28 maio 2014 | 2.381 visitas

Neuza Souza Araújo GabrielPara nós católicos, o mês de abril é um mês de fundamental importância, não somente no que diz respeito às festividades pascais, mas também, no que se refere ao revigoramento de nossos princípios, de nossa fé e da oportunidade de, assim como Jesus Cristo, ressuscitar, viver, de fato, uma vida nova. Assim sendo, para este mês tão especial, trazemos à você leitor, a exclusiva e emocionante entrevista com Neuza Souza Araújo Gabriel.

Nascida em 14 de abril de 1962, em Itaguajé – PR, a manicure e dona de casa Neusa, revela que sempre foi uma mulher caseira e que gosta de estar na presença de sua família. “Sou e sempre fui uma pessoa muito “família”. Por consequência disso, diversas vezes fui mal interpretada e até mesmo tachada como chata. Porém, tudo o que faço é para defender as pessoas que amo.”

Neuza, assim como sua família, passam por um momento muito delicado. Seu marido, João Gabriel, se encontra acamado com uma grave e rara enfermidade. “Meu marido, João, é portador de uma rara doença diagnosticada como ELA (Esclerose Lateral Amiotrófica). Hoje, o João não fala, não anda, não se movimenta e respira com ajuda de aparelhos. Ele se alimenta por sonda e sua alimentação precisa ser controlada. Me comunico com ele através de uma tabela com letras. Ele acena com a cabeça: sim ou não.” Ela revela, também, que a enfermidade de seu marido a tem ajudado no controle do seu forte temperamento. “Com a enfermidade do meu esposo tenho me policiado bastante, pois meu temperamento é forte. Não é fácil ter que dividir sua vida, sua casa, seu marido de uma hora pra outra. Chego a esquecer de mim para viver a vida do meu marido. Vivo por ele e para ele!” – afirmou. “Não saio de perto dele para quase nada. Quando me sinto fraca, Deus se faz presente e forte em mim.”

Contando sempre com o apoio e ajuda de seus amigos paroquianos, familiares e, principalmente, de seus três filhos: Felipe, Fabiana e Sarah, Neuza nos mostra que, dificuldades, angústias, alegrias e tristezas, todos nós temos. Contudo, nunca se pode desistir. É a fé no Cristo ressuscitado que nos abastece e nos motiva cada vez mais, a dar continuidade em nossas vidas.

Que Deus abençoe você e sua família!
Fraternalmente,
Vítor Zaninello Inácio

O Peregrino

Edição 032 Edição 32 - Dez/2016 + Edições

Social

Enquete

  • O que mais gosta em nosso site?

    Ver Resultado

    Carregando ... Carregando ...

+ Vistos

  1. Veralucia Maria da Silva – Apostolado
    18.136 visitas
  2. Qual a importância dos sacramentos em minha vida?
    8.682 visitas
  3. Tríduo em Louvor ao Sagrado Coração de Jesus
    6.800 visitas
  4. Faça-se em mim segundo a tua vontade!
    6.241 visitas
  5. “Músicos em ordem de batalha” Reflexão – Parte 1
    6.199 visitas
  6. Posse Padre Michael Henrique dos Santos
    6.077 visitas
  7. Adoração à Santa Cruz e Via Sacra 2015
    5.818 visitas
  8. Santa Maria Mãe de Deus 2013 e despedida do Padre Wagner
    5.318 visitas
  9. Missa dos Doentes 18/05/13
    5.274 visitas
  10. Domingo de Ramos – 13/04/14
    4.614 visitas